Como diretor de filmes transito em dois territórios - a crueza e sensibilidade do documentário, e o apuro visual e a sofisticação dos filmes de ficção com pós-produção integrada a materiais filmados.


Cursei a Faculdade de Direito na PUC/SP até o quarto ano e saí em busca de uma área de atuação mais humana. De lá então ingressei e me formei em Audiovisual / RTV na Faculdade Cásper Líbero. As duas experiências de ensino superior me impactaram e me moldaram bastante.

Comecei a carreira dirigindo documentários para ONGs e instituições do terceiro setor, no Brasil e no exterior.

Depois migrei para a publicidade, em busca de maior apuro estético nas minhas produções.

Mais de uma década de profissão na área me deu um conhecimento sólido em técnicas avançadas na produção de imagens, como composição, 3D e finalização.

Abaixo uma compilação que representa esse aspecto do meu trabalho. O embaralhamento do real e do irreal, e as possibilidades narrativas disso. 




Impulsionado por uma mudança no mercado de comunicação, que passou a valorizar e explorar mais o campo do documentário nos últimos anos, voltei a fazer mais projetos documentais sob encomenda recentemente, com forte teor emocional.

São filmes mais focados em fotografia, pesquisa de elenco real (não-atores) e que dependem de sensibilidade e cuidado na interação, investigação e construção do discurso.





Nesses filmes estilo DOC há sempre um contato humano intenso entre a equipe de filmagem e os personagens retratados, e essa parte da execução me interessa bastante.

Procuro centrar minha energia nisso, de modo a experimentar um processo de imersão a fim de registrar a essência do assunto investigado.






Paralelamente aos projetos comerciais ou encomendados que sou chamado para fazer, tenho construído ao longo dos últimos 15 anos uma carreira autoral como diretor de filmes e documentarista. Alguns dos filmes que fiz nessa esfera estão neste site.

Procuro abordar temas que estão fora do mainstream e dos critérios de noticiabilidade da mídia tradicional. Tenho especial interesse em estudar subculturas urbanas e manifestações que surgem da cultura de rua. Gosto de coisas que emergem com força em terrenos impróprios e improváveis. O que é do contra, contestador, que vem da base - o tiro pela culatra.

Essa linha de estudo pessoal favorece e apura meu trabalho comercial, e vice-versa. Hoje percebo que está cada vez mais clara e evidente a intersecção dessas minhas duas atividades.



Estou disponível para trabalhar como diretor independente ou freelancer, em produtoras pequenas, médias e grandes, tanto no mercado publicitário como no mercado de conteúdo. Entre em contato!

Tenho afinidade e proximidade com uma gama de profissionais das diferentes etapas - pré, produção e pós - para sugerir e oferecer para os trabalhos.

Se você é prestador de serviço ou freelancer do mercado e está visitando este site, dê um alô! Procuro estar sempre atualizado e ser conhecedor das equipes que atuam na área.

Obrigado pela visita!

Andre Ferezini